Exclusivo: Eu nunca mais cantarei Dear Mr. President de novo agora que nos livramos de George Bush, revela Pink.

6 de novembro de 2008, Beverley Lyons e Laura Sutherland

PINK diz que nunca mais vai cantar sua balada de Guerra Dear Mr. President depois da vitória eleitoral de Barack Obama ontem.

A música dela é uma crítica afiada ao atual presidente George W. Bush e seu exército republicano.

A letra diz: “How do you walk with your head held high? Can you even look me in the eye?” And “What kind of father would take his own daughter’s rights away? And what kind of father might hate his own daughter if she were gay?”

A estrela Americana cantou hits de seu album de topo de parada, Funhouse, para uma platéia privada de 300 campeões de uma competição no Café de Paris de Londrino na noite de terça-feira com as eleições dos Estados Unidos em andamento.

Revelando seus medos sobre o resultado, ela disse: “É dia de eleição. Oh, Deus, eu estou muito, muito nervosa.

“Eu devia estar me mechendo. Nós vamos vencer e essa é a última vez que eu vou cantar Dear Mr. President.

“O próximo presidente vai ser um chutador de traseiros. O mundo todo vai mudar e aí essa canção irá ser um nada.”

Pink, que tem passado os últimos dois dias na Grã Bretanha, revelou que mandou seu voto por correio – mas confessou que estava confusa sobre alguns candidatos que estavam concorrendo. Ela disse: “Eu votei. Eu tenho minha justificativa para mandar para a Suprema Corte.

“Eu não estava totalmente certa sobre alguns dos nomes e fui por alguns nomes que eram legais, porque eu não conheço nenhuma dessas pessoas.”
E ela é sarcástica: “Eu pensei – oh, essa é uma mulher, vamos votar nela – oops, Sarah Palin- oh, merda… Dear Sarah.”

Pink cantou seus próprios hits, como ‘Who Knew’ e ‘So What’, e covers, incluindo ‘Killing me Softly’, do The Fugees, e ‘Crazy’, de Gnarls Barkley, durante sua set-list.

De forma glamourosa num vestido sem alças com o adorno de uma imagem pop do Queen, ela também se divertiu com dois curativos azuis em formato de cortes no seu braço direito.

Ela disse para a platéia – incluindo o convidado VIP e criador do X Factor, o diretor Brian Friedman: “Eu tenho um band-aid aqui, porque eu acho isso muito bonitinho.

“Eu apanhei de um atendente de bar ou um palhaço trapaceiro. Eu me sinto de boa com isso.”

Depois do show, Pink explicou a chacota: “Eu me machuquei com um objeto afiado… mas eu gosto de usar band-aid .”

Ela também revelou que ela frequentemente esquece as letras das músicas nos shows, acrescentando: “Esta aqui será uma tentativa para ver se eu consigo me lembrar as palavras dessa vez. Vocês terão que trazer lembretes em cartazes na próxima vez.”

Mas ela passou no teste com notas azuis e ainda tocou violão no palco pela primeira vez em sua carreira.

Tirando suas jóias, ela disse: “Essa é a primeira vez e eu estou muito nervosa.”

Mas, constantemente professional, ela tocou sem nenhum incidente.
Pink também falou de sua empolgação para a Escócia em sua quarta turnê por vir: Funhouse Tour.

Ela disse: “Vou tocar em Glasgow e Aberdeen e mal posso esperar.”

“Eu nunca tive horas loucas na Escócia depois dos shows porque eu sempre estive nos meus melhores comportamentos.”

Nós mal podemos esperar.


Fonte: dailyrecord.co.uk
Tradução: Juh Brilliant

Anúncios