(Clique para aumentar)

Pink deu uma entrevista essa semana para a edição da “Uk’s News Of the World”.

Leia o que Pink disse para a jornalista Gabrielle Donnelly abaixo:

CASAMENTO NUNCA VAI SER FÁCIL – OU CONVENCIONAL – PARA A DESAFIADORA CANTORA PINK. EM UMA QUENTE E HONESTA ENTREVISTA, ELA FALA SOBRE SUA DOLOROSA DECISÃO PARA O DIVÓRCIO.

“EU AMEI MEU MARIDO – mas eu odiava ser a esposa dele”

Jogar pelas regras não é alguma coisa que Pink tem feito. Então quando veio o divórcio com o marido Carey Hart, não existia toda a dor de cabeça e ódio que frequentemente ocorre quando um relacionamento acaba. Pink pode ter se mudado da casa que eles compartilhavam em Los Angeles, mas ela confessa que ainda é muito apaixonada pela estrela do motocross. Confuso? Você vai ver.

Ela conta que o fim do casamento de dois anos, não foi porque um ou outro sofreu uma traição ou eles não se amavam mais, mas porque Pink, 28, não conseguia ser uma esposa.

“Nos envolvemos totalmente em representar funções quando estávamos juntos,” ela explica. “Eu sou a esposa, você é o marido. Bom, essas definições não deram certo para nós. Isto não significa que nós não amamos um ao outro. Nós nos amamos demais, mesmo que as posições de um casamento não dêem certo. Ainda estamos tentando compreender o que esses papéis fazem”

Eles podem não mais serem casados, mas Pink e Carey não parecem viver sem o outro. Eles até fazem graça do divórcio no novo vídeo de Pink “So What”, que estrela Carey, 33, como o marido emocionalmente indisponível dela. Nisso, ela pega uma serra elétrica e corta um tronco de árvore com os nomes dos dois escrito.

“Conservar a amizade com Carey foi realmente importante para mim,” diz Pink. “Se você tem uma conexão verdadeira com alguém, você pode amar sem possuir”

Ainda que casados somente por 2 anos, eles já estavam juntos há 6 anos e meio. O primeiro encontro foi em 2001, em um evento de esportes onde Carey estava competindo. Três meses mais tarde, eles se uniram como um casal.

“Carey me pediu em casamento duas semanas depois disso,” ela diz. “Mas eu disse: ‘Ewwww, NO! Eu nunca me casarei com ninguém’. Eu tinha medo de estar apaixonada. Mas Carey é um bom homem. Quatro anos mais tarde ao invés dele propor a mim, fui eu quem o pedi em casamento”.

Em uma corrida, Pink, nome verdadeiro Alecia Moore, impulsivamente agarrou uma placa de pit-stop e escreveu “Casa comigo?” – mostrando isto quando Carey passou por ela. Carey – que mais tarde admitiu que ele quase estraçalhou sua moto – com muita alegria aceitou largando a pista e indo até ela.

“Ele sabia no que ele estava se envolvendo. Eu posso ser louca e fora do padrão,” Pink admite. “Eu levava ele a loucura quando nós tinhamos brigas: “Vá… Volte… Vá… Volte…” Eu estou sempre caminhando em um conflito. “E você sabe o que realmente deixa Carey furioso? Quando estamos tendo uma agitada briga e ele está dizendo o que pensa, quando eu começo a rir e digo: “Pode você somente vir até aqui e me beijar?’ Isto o deixa tão irritado!”.

“Mas existe uma hora que você como é tão rídiculo o motivo pelo qual há brigas. Você liga a televisão e vê uma criança no hospital e pensa ‘Ok. Isto está acontecendo e nós estamos brigando sobre quem foi que acabou com a mostarda?”

Ela se recusa a dizer exatamente que conflito que levou ao fim do casamento, mas ela confessa que a tensão em conciliar a agenda de trabalho dos dois era um preço alto demais. Se tivessem sorte, eles viriam um ao outro uma vez por mês.

“É tão clichê quando você fala sobre um divórcio hollywoodiano e a agenda está muito lotada,” Pink admite. “E parece que eu sempre foi a única a carregar isso. Eu estou cansada de ser a Mulher Agenda”

“A vida se tornou um pouco estranha por um tempo,” ela continua. “Eu fui ginasta por oito anos, e eu aprendi que quando você está girando no ar, você tem que ter concentração para considerar que ação deve ser tomada e manter o foco. É dessa forma que a vida inteira me pegou. Eu perdi meu foco, e quando isso acontece, você tem que parar e restabelecer a compreensão do que pode ser feito”

O casal anunciou a separação deles no dia 19 de fevereiro desde ano, e Pink mudou para Malibu, onde ela vive com os três cachorros dela. Agora ela está entrando na vida de solteira. “Eu tenho que me conhecer de novo. Eu tenho feito mais amigos nos últimos seis meses do que eu fiz nos 10 anos que se passaram”

A ganhadora do Grammy terá seu próximo album, Funhouse, lançado próximo mês. Este será o quinto album – o quarto vendeu mais do que 22 milhões de cópias pelo mundo.

Então um novo album sinaliza um novo começo para Pink – uma que está deixando os relacionamentos passados pra trás?

“Eu sou como um garoto insano no momento, mas eu sou rígida: “Olhe, não toque!”. Até eu encontrar alguém que é mais gostoso que Carey, eu não estou interessada. E eu não tenho ainda…”


Fonte: fabulousmag.co.uk
Obrigada helbpink e Megan pelas scans.

Anúncios