A cantora americana Pink disse, em entrevista ao jornal britânico Daily Star, que a experiência com sexo e drogas são fundamentais a uma estrela de rock.

Na opinião dela, “ter tido experiências com sexo e drogas é bom”, embora não signifique que se tenha de continuar. Pink defende que o mais importante é a pessoa saber quem é e o que defende.

“O sexo e as drogas são uma parte integral, mas tudo se resume à atitude”, algo que a cantora parece identificar em Amy Winehouse e Lily Allen, a quem elogiou na mesma reportagem.

Pink disse que quer fazer um dueto com a autora de Rehab. “O último álbum que comprei foi da Amy. Ela é ótima e adoraria escrever com ela.”

Pink elogiou também a cantora Lily Allen, a quem, junto com Amy Winehouse, considera “fantástica”. Acrescentou ainda que “o mundo precisa de mais estrelas pop interessantes”, referindo-se ao estilo cultivado pelas duas cantoras.

Em contrapartida, Pink colocou de lado uma potencial colaboração com Britney Spears. “A Britney é suficientemente maluca para interpretar uma das minhas canções, mas é muito difícil, para mim, abdicar delas. Por causa disso, as únicas pessoas para quem escrevo são cantores verdadeiros. Não que ela não seja uma cantora verdadeira, mas é mais uma entertainer“.

Fonte: Musica.terra.com.br

Anúncios