A cantora pop americana Pink revelou ao jornal britânico “The Sun” ter sido viciada em heroína durante anos. Segundo o site Ananova.com, ela começou a usar a droga aos 13 anos de idade, após o divórcio dos pais e parou em 1995, aos 16.

Segundo a cantora, “a heroína é uma coisa horrível. Eu vi em primeira mão o que ela faz com as pessoas e não é nada bonito. Nunca me afundei a ponto de precisar de tratamento, mas no que diz respeito a drogas, eu tomei todas. Enterrei três amigos que tiveram overdoses de heroína. Mas, você sabe, bola para frente”.

Ela também deu conselhos ao ex da modelo Kate Moss, Pete Doherty, ex-vocalista dos Libertines e atual líder dos Babyshambles, famoso por seus hábitos químicos nada saudáveis: “parece que é a maneira dele de ser rock and roll. Isso é triste”.

“Na minha experiência, as pessoas estão sempre procurando por algo mais. Nos relacionamentos, nas drogas, em tudo”, diz Pink. “Às vezes quando sua vida é muito dolorosa, as drogas são uma válvula de escape. E então você termina morto ou doente. Não é um lugar bom de se estar, mas eu entendo. Espero que ele (Doherty)encontre o que está procurando”.

Fonte: Musica/Uol

Anúncios